Terça, Nov 24th

Last update12:11:26 PM

Profile

Layout

Menu Style

Cpanel
NOTÍCIAS GERAL Servidores devem ficar atentos à concessão de férias, com o fim da MP 927

Servidores devem ficar atentos à concessão de férias, com o fim da MP 927

 

Com o fim da Medida Provisória 927 que perdurou no período de 22 de março a 19 de julho o texto da Consolidação das Leis Trabalho (CLT), reformada em 2017, pelo então presidente Michel Temer, voltou a vigorar na relação entre empregados e empregadores.

A MP 927 interferia em acordo e convenção coletiva, na Segurança e Saúde do Trabalho, na Auditoria do Trabalho e outros itens que, segundo o governo federal, visava à proteção do emprego subtraindo diversos direitos dos trabalhadores, porém uma das medidas  que deve ser alvo de maior atenção dos trabalhadores, sobretudo os servidores públicos de Mongaguá regidos pela CLT, é em relação à concessão das férias, sejam elas individuais ou coletivas.

Com o fim da validade da MP 927, para a concessão de férias individual, o empregador deve efetuar o pagamento do adicional de 1/3 até dois dias antes do início das férias. O aviso sobre as férias do empregado deve ocorrer com 30 dias de antecedência. As férias voltam a ser divididas em, no máximo, três períodos, sendo um deles não inferior a 14 dias corridos, e os outros com pelo menos cinco dias corridos cada, mas deve haver concordância do empregado. Caso o empregado receba o período de férias maior do que teria direito, não ficará devendo dias de férias à empresa.

Os servidores públicos que tiver dúvidas sobre o tema, deve entrar em contato com o SISPUMI e, em caso de irregularidades, agendar atendimento com o departamento jurídico do sindicato.

NOTÍCIAS

Setting

ACONTECE

Setting

COLUNAS

Setting
O quê lhe subiu a cabeça?

O quê lhe subiu a cabeça?

Na coluna do editor, comportamento mostra o que está na cabeça dos servidores

POLÍTICA

Setting
Com 45,49% dos votos, Marcio Cabeça é eleito prefeito de Mongaguá

Com 45,49% dos votos, Marcio Cabeça é eleito prefeito de Mongaguá

Eleição foi marcada por número recorde de eleitores que não compareceram para votar